Marco Paulo Rolla

  • Categoria: Profissionais da dança
  • País: Brasil
  • UF: MG
  • Cidade: São Domingos do Prata
  • Atividade: Artista Multidisciplinar
  • Atividade: professor

Conteúdo

Marco Paulo Rolla atua como artista desde 1986. Possui graduação (1991) e mestrado (2006) em Artes, pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais. Nos anos de 1998-1999 fez residência artística na Rijksakademie van Beeldende Kunsten em Amsterdam, Holanda. Sua produção é marcada pelo uso de múltiplas linguagens, através das quais investiga os limites do corpo e realiza uma constante provocação diante de noções cristalizadas acerca daquilo que vemos.

Atualmente é professor da Universidade do Estado de Minas Gerais - Escola Guignard, atuando na graduação e pós-graduação,ministrando disciplinas de performance e pintura. Ê coordenador, editor e criador do CEIA- Centro de Experimentação e Informação de Arte. Tem experiência na área de Artes, atuando de forma multidisciplinar em áreas como, instalação, pintura, performance, desenho, música, gravura, cerâmica, escultura e dança. Fez parte de várias exposições coletivas e individuais, no Brasil e no exterior.

Links

http://marcopaulorolla.blogspot.com.br/


(Por Graziela Corrêa de Adrade| Pesquisa SPCD)
" 683

Trabalhos

Em parceria com a artista da dança Dudude Herman realizou os espetáculos Tanque - uma ópera molhada (2003), Dysiquilibrio (2010) e "Vaga - Uma experiência de Ocupação (2013).

Em 1990 participa do Panorama de Arte Atual Brasileira, no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM/SP), e realiza a mostra individual de desenhos em técnica mista, Construções Fatais, no Palácio das Artes de Belo Horizonte. Expõe novamente no Panorama e também no 12º Salão Nacional de Artes Plásticas, organizado pela Fundação Nacional de Arte (Funarte), Rio de Janeiro, em 1993. Em 1989 e 1994, recebe o prêmio aquisição do Salão Nacional de Artes Plásticas. Recebe bolsa da Fundação Vitae e apoio do Ministério da Cultura (MinC), faz residência na Rijksakademie van Beeldende Kunsten, Amsterdã, de 1998 a 1999. Nessa instituição holandesa, fundada no século XVIII, que recebe e apóia artistas do mundo todo, onde Rolla realiza as performances Comfortables e Objects of Desire. Diversifica a técnica de sua produção, como mostra, em 2000, na exposição E da Volúpia do Desejo à Simplicidade da Morte. No ano seguinte, participa da criação e torna-se coordenador do Centro de Experimentação e Informação de Arte (Ceia), onde produz em 2003 a performance Banquete. Realiza exposições individuais e coletivas, tanto no Brasil quanto no exterior. Apresenta a performance O Visível e o Invisível na feira de arte Arco 08, em Madri, em 2008."
X