Dança em Rede

Harlequinade ou Les millions d’Arlequin

  • Categoria: Coreografias
  • País de origem: Rússia
  • Cidade de origem: São Petersburgo
  • Ano de criação: 1900
  • Duração: 90 minutos
  • Grupos de estreia: Imperial Ballet
  • Autores: Marius Petipa

Histórico

    ]

Christine Shevchenko e Thomas Forster, Harlequinade, American Ballet Theatre. Foto: Rosalie O'Connor | Divulgação

 

Harlequinade (1900) é um ballet de dois atos, com coreografia de Marius Petipa (1818-1910) e música de Riccardo Drigo (1846-1930). O libreto foi escrito por Marius Petipa (1818-1910) inspirado em personagens da commedia dell'arte.

Foram realizadas montagens completas pelo Mikhailovsky Ballet em 1933, coreografia de Fyodor Vasilyevich Lopukhov (1886-1973), e em 1975, coreografia de Pyotr Gusev (1904-1987); New York City Ballet em 1965, coreografia de George Balanchine (1904-1983); American Ballet Theatre em 2018 e Australian Ballet em 2019, coreografia de Marius Petipa (1818-1910) e reconstrução de Alexei Ratmansky. Apenas o pas de deux, a remontagem foi realizada pelo New York City Ballet em 1952, com coreografia de George Balanchine (1904-1983). A parte mais famosa de Harlequinade (1900) é, sem dúvida, o pas de deux e as variações feminina e masculina. Porém, tanto as músicas quanto as coreografias tão conhecidas não fazem parte do original de Marius Petipa (1818-1910) e Riccardo Drigo (1846-1930).

Bibliografia

Notações de Harlequinade, de Nikolai Sergeev, Harvard Library
<https://iiif.lib.harvard.edu/manifests/view/drs:15525119$1i>

Informações sobre Harlequinade na página The Marius Petipa Society
<https://petipasociety.com/harlequinade/>

Videografia

Para TV

An Evening with the Russian Ballet, versão de 1975 do Mikhailovsky Ballet, BBC, 1978
Baryshnikov at the White House, trechos da versão de 1965 de George Balanchine, PBS, 1979

Harlequinade, versão de 1975 do Mikhailovsky Ballet em rara apresentação da companhia no Mariinsky Theatre, 1991

Na internet

Vídeo promocional de Harlequinade, American Ballet Theatre, 2018
<https://www.youtube.com/watch?v=lWA0CmQBfGc>

Trailer de Harlequinade, American Ballet Theatre, 2018
<https://www.youtube.com/watch?v=kLwhVKkbY3M>

Harlequinade, obra completa, New York City Ballet, 1980
<https://www.youtube.com/watch?v=WKJNV33vDbI>

Sinopse

Colombina estava apaixonada por Arlequim, mas Cassandre, seu pai, queria vê-la casada com Lèandre, um homem velho e rico. Arlequim correspondia o sentimento e vivia rondando a moça a fim de vê-la. Para garantir que Arlequim e Colombina não se encontrassem, Cassandre trancou a filha em casa e colocou seu servo Pierrot para cuidar das chaves e vigiá-la. No entanto, Pierrette, esposa de Pierrot, simpatizava com o amor do casal e facilitou o encontro dos dois. Por fim, com um truque mágico, a Fada Madrinha transformou Arlequim em um homem rico. Assim, ele realizou o seu desejo: se casar com a Colombina.

 

SOBRE O CRIADOR DA OBRA

Marius Petipa (1818-1910) nasceu em Marselha, na França. Começou a dançar na infância e foi primeiro-bailarino do Ballet de Nantes e do Grand Théâtre, ambos na França, do Teatro del Circo, na Espanha, e do Imperial Ballet (Kirov Ballet/Mariinsky Ballet), na Rússia. Ele começou a coreografar ainda bailarino, na primeira companhia onde trabalhou, mas foi no Imperial Ballet que sua carreira cresceu e se consolidou. Petipa coreografou dezenas de ballets, algumas de suas criações mais famosas são A filha do faraó (1862), Dom Quixote (1869), La Bayadère (1877), O lago dos cisnes (1877), A Bela Adormecida (1890), O Quebra-Nozes (1892) e Raymonda (1898). Também remontou outros tantos ballets, os mais conhecidos são Giselle (1841), Esmeralda (1844), Paquita (1846), O corsário (1856) e Coppélia (1870). Além disso, também foi maître de ballet do Imperial Ballet. Faleceu em São Petersburgo, na Rússia.[

 

 

Cássia Pires | Pesquisa SPCD

X