Dança em Rede

Isadora Loyola

  • Categoria: Profissionais da dança
  • País de origem: Brasil
  • UF de origem: RJ
  • Cidade de origem: Rio de Janeiro
  • Atividade: Bailarina
  • Data de nascimento: 30/12/1990

Histórico

Isadora Loyola. Foto: Divulgação

Isadora Loyola. Foto: Divulgação

Isadora Loyola, Katherine Williams e Stephanie Williams, New American Romance, American Ballet Theatre no Vail Dance Festival. Foto: Erin Baiano | Divulgação

Isadora Loyola, Katherine Williams e Stephanie Williams, New American Romance, American Ballet Theatre no Vail Dance Festival. Foto: Erin Baiano | Divulgação

Isadora Loyola e Sean Stewart, A Bela Adormecida, American Ballet Theatre. Foto: Doug Gifford | Divulgação

Isadora Loyola e Sean Stewart, A Bela Adormecida, American Ballet Theatre. Foto: Doug Gifford | Divulgação
 

Biografia

Isadora Loyola ingressou aos 8 anos na Escola de Dança Maria Olenewa; aos 11 anos, sua família se mudou para os Estados Unidos, onde ela estudou com Magda Aunon na Fort Lauderdale Ballet Classique. Um ano depois, voltou ao Brasil e começou a treinar com Liudmila Polonskaya enquanto continuou seus estudos na Maria Olenewa.


Aos 13 anos, voltou aos Estados Unidos e estudou na The Harid Conservatory por quatro anos. Nos verões, participava do Summer Intensive do American Ballet Theatre, e venceu por três anos consecutivos o National Training, que lhe concedia bolsa de estudos. Em 2008, ingressou na ABT Studio Company; no ano seguinte, ingressou no American Ballet Theatre como corpo de baile, posição que ocupa até hoje.

 

Principais trabalhos

Como bailarina do American Ballet Theatre, seus trabalhos incluem Leto em Apollo (1928), de George Balanchine (1904-1983); Aya e D’Jampe principal em La Bayadère (1989), de Natalia Makarova depois de Marius Petipa (1818-1910); Pirata principal em O Corsário (1997), de Konstantin Sergeyev depois de Marius Petipa (1818-1910); Cigana em Dom Quixote (1995), de Kevin McKenzie e Susan Jones depois de Marius Petipa (1818-1910) e Alexander Gorsky (1871-1924); Bathilde em Giselle (1998), de Kevin McKenzie depois de Jean Coralli (1779-1854), Jules Perrot (1810-1892) e Marius Petipa (1818-1910); Dança espanhola e uma das irmãs de O Quebra-Nozes (2010), de Alexei Ratmansky; Dança espanhola em O Lago dos Cisnes, de Kevin McKenzie depois de Marius Petipa (1818-1910) e Lev Ivanov (1834-1901); e Gata Branca em A Bela Adormecida (2015), de Alexei Ratmansky depois de Marius Petipa (1818-1910).

Teve papéis de destaque em Back Partita (1983), de Twyla Tharp; Company B (1991), de Paul Taylor; Drink to Me Only With Thine Eyes (1988), de Mark Morris; e New American Romance (2019), de James Whiteside.

Também dançou as obras Theme and Variations (1947) e Symphonie Concertante (1947), de George Balanchine (1904-1983); Manon (1974), de Kenneth MacMillan (1920-1992); Raymonda Divertissements (2014), de Irina Kolpakova e Kevin McKenzie depois de Marius Petipa (1818-1910); e The Brahms-Haydn Variations (2000), de Twyla Tharp.

 

Links

Bibliografia

 
(Cássia Pires | Pesquisa SPCD)

Videografia

ABT Incubator 2019, coreógrafa Zhong-Jing Fang
<https://www.youtube.com/watch?v=os-5AIfOqOA>

 

X