Dança em Rede

Supernova

  • Categoria: Coreografias
  • País de origem: Holanda
  • Cidade de origem: Rotterdam
  • Grupos de estreia: Scapino Ballet Rotterdam
  • Autores: Marco Goecke

Histórico

Marco Goecke é um jovem coreógrafo alemão que começou seus estudos em dança em 1988. Dançou no Deutsche Staatsoper Berlin e no Theater Hagen Ballet, onde criou sua primeira peça Loch. Coreografou para diversas companhias como o Stuttgart Ballet, onde foi coreógrafo residente (Chicks, Sweet Sweet Sweet, Alben Fancy, Goods,The Nutcraker, e outras), Hamburg Ballet (Beautiful Freak), Norwegian National Ballet (Fur), Les Ballets de Monte Carlo (Spectre de La Rose), Leipzig Ballet (Le Rossignol), e outras. Em 2002 foi convidado pelo Choreographic Institute de Nova York para criar uma obra (Mopey) para o Diamond Project do New York City Ballet. Recebeu o Nijinsky Award em 2006 como um dos mais emergentes coreógrafos de dança contemporânea dos últimos tempos.

Sinopse

“Qual o seu último passo antes de ser engolido pela escuridão?”. Ê essa a questão que norteou Marco Goecke na montagem de Supernova, que estreou em 2009, com o Scapino Ballet, em Rotterdam.

Nesta peça, montada para sete intérpretes – três mulheres e quatro homens – o interesse do coreógrafo está no instante em que as luzes aparecem e desaparecem na cena e o que se instaura neste intervalo. Para Goecke, que utiliza recursos de fogo em cena, é preciso tornar o impossível, possível.

Inspirado pela música de Antony & The Johnsons e pelo fenômeno astronômico das supernovas - estrelas que explodem e brilham no espaço por algum tempo –Supernova é uma coreografia de contrates, na qual morte e vida, escuro e claro, estão ligadas pela energia de cada corpo. Os bailarinos aparecem e desaparecem do palco misteriosamente e a movimentação é marcada por sequências muito rápidas, precisas e controladas que fazem os corpos vibrarem. Para Goecke, cada movimento pode acontecer somente uma vez. Você pode fazê-lo cada vez mais rápido, então dificilmente ele vai existir no final".

A São Paulo Companhia de Dança foi a primeira companhia no Brasil a dançar uma obra de Goecke.
"
X