La Sylphide (de Mario Galizzi)

  • Categoria: Coreografias
  • País: Brasil
  • Cidade: São Paulo
  • Ano: 2014
  • Duração: 60
  • Grupos: São Paulo Companhia de Dança
  • Autores: Mario Galizzi a partir do original de 1836 de August Bournonville (1805-1879)

Conteúdo

O argentino Mario Galizzi é formado pela Escola de Dança do Teatro Colón, onde posteriormente atuou como diretor e assessor artístico. Também dirigiu o Teatro Argentino de La Plata. Na década de 70 foi bailarino do Ballet de Hannover e do Ballet de Frankfurt, na Alemanha. Sua trajetória é marcada pelo trabalho de formação de grandes bailarinos, como Julio Bocca, Herman Cornejo, e Paloma Herrera. Atualmente é maître e remontador de obras clássicas de balé.


August Bournonville (1805-1879) foi mestre de balé e coreógrafo. Nasceu em Copenhagen, na Dinamarca, Ele iniciou um estilo único em ballet conhecido como a Escola Bournonville .

Após estudar em Paris, Bournonville tornou-se bailarino no Royal Ballet, em Copenhague. De 1830 a 1848, foi coreógrafo do Ballet Real da Dinamarca , para a qual ele criou mais de 50 balés admirado por sua exuberância, leveza e beleza. Como coreógrafo, ele criou uma série de balés com configurações variadas, que vão da Dinamarca para a Itália, Rússia para a América do Sul. Um número limitado dessas obras sobreviveram.

O trabalho de Bournonville ficou conhecido fora da Dinamarca somente após a Segunda Guerra Mundial. Entre suas grandes obras estãoLa Sylphide (1836), Napoli (1842), Le Conservatoire (1849), O Kermesse em Bruges (1851) e Um Conto popular (1854).

Links

http://spcd.com.br/obras_ineditas.php


(Por SPCD | Pesquisa)" 114

Sinopse

La Sylphide, um conto de fadas para todas as idades, é um marco do balé romântico no qual a dupla aparição feminina – sensual e etérea – simboliza a dualidade do corpo e do espírito. A obra é dividida em dois atos: no primeiro vemos a cena dos preparativos para a festa de casamento de James e Effie, e os encontros e desencontros do amor; no segundo encontramos um mundo imaginário permeado de personagens fantásticos como sylphides - seres alados da floresta - e bruxas.
X