Destaques na Mídia

  • Explorando um sonho romântico

    Ilona Landgraf, Landgraf on Dance/Alemanha
    junho, 2021

    A performance [de Les Sylphides] foi apresentada virtualmente como parte do programa educativo da Companhia e foi seguida por uma palestra de 30 minutos sobre a obra e sua produção (…) notavelmente traduzida simultaneamente em linguagem de sinais (uma conquista ainda a ser estabelecida na Europa). (…) Apesar de Les Sylphides não ter enredo, fica evidente que o comovente poeta está em meio a um sonho romântico.

     

    Leia a crítica


  • Outro lance mallarmaico de dados da São Paulo Companhia de Dança

    Wagner Corrêa de Araújo, blog Ópera & Ballet/Brasil
    junho, 2021

    (…) Com brilhantismo ímpar para tempos pandêmicos, da São Paulo Cia de Dança em dois envolventes momentos coreográficos disponíveis nas plataformas digitais. De um lado, uma visceral parceria virtual une duas cias do maior relevo no universo contemporâneo da dança: a São Paulo Cia de Dança e o Ballet Am Rhein, de Dusseldorf, com apresentação simultânea das coreografias Come In, da canadense Aszure Barton, e Inquieto, da lavra de Henrique Rodovalho. As duas obras funcionando como um provocativo experimento dos jogos de movimento num contexto cênico. (…) Por outro, sob surpreendente ideia da diretora Inês Bogéa, o confronto clássico romântico na releitura de Ana Botafogo para Les Sylphides (Chopiniana) e o clima contemporâneo brasileiro de Só Tinha de Ser Com Você, obra de exemplar substrato inventivo de Henrique Rodovalho, abrindo, assim, a temporada 2021 presencial da SPCD no Teatro Sérgio Cardoso Pedro.

     

    Leia a crítica


  • Companhias de dança se preparam para o retorno das apresentações presenciais

    Moniele Nogueira, Bom Dia SP - TV Globo/Brasil
    junho, 2021

    Pés no palco, mãos no alto, olhos cheios de esperança. Os bailarinos da São Paulo Companhia de Dança ensaiam à espera do dia em que poderão mostrar novamente todo o talento para o público. (…) Eles estão treinando sem máscara, mas todos foram testados antes, assim como todas as pessoas que acompanharam este momento – até a nossa equipe -, uma cuidadosa adaptação para o retorno aos palcos durante a pandemia.

     

    Assista à reportagem


  • ‘Les Sylphides’: Ana Botafogo remonta balé clássico para a SPCD

    Eliana Silva de Souza, O Estado de S.Paulo/Brasil
    junho, 2021

    Criada em 2008, a São Paulo Companhia de Dança, corpo artístico da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, se firmou no cenário das artes e se mantém como um grupo que vive em busca do diálogo entre gerações, como afirma sua diretora Inês Bogéa. Prova disso é a parceria que faz agora com a carioca Ana Botafogo, primeira-bailarina do Theatro Municipal do Rio. (…) Claro que, em momento de isolamento social, montar um espetáculo de dança exigiu o máximo de cuidado, o que foi seguido rigorosamente pelos envolvidos. Todos passam por testes constantes para covid, mantêm distanciamento, máscara em tempo integral, que é só retirada no momento da apresentação, sendo mantida nos ensaios, e o teatro seguirá os protocolos do Plano São Paulo – duração aproximada de 1 hora, sem intervalo, e ocupação limitada. Para o público de casa, a transmissão será pelo canal do YouTube da SPCD e na plataforma Cultura em Casa.


    Leia a íntegra em PDF
  • Dia Internacional da Dança 2021

    Jornal da Cultura/Brasil
    abril, 2021

    Mais de 800 bailarinos de 16 países, incluindo o Brasil, participam hoje de uma maratona com 24 horas de performances promovidas pela São Paulo Companhia de Dança em seu canal no YouTube. São diversos estilos de danças e a trilha é composta por André Mehmari.

    Assista à reportagem


  • Cultura e entretenimento se adaptam e criam novos modelos para o público na pandemia

    Ana Paula Campos, Jornal da Globo/Brasil
    setembro, 2020

    Bailarinos em home office ensaiando juntos, mas à distância. Afastando sofás e móveis, o corpo de baile do Estado de São Paulo conseguiu se manter em movimento enquanto o Brasil inteiro parava – graças à internet. (…) O trabalho rendeu uma temporada nova com mais duetos e trios para restringir o contato entre os 32 bailarinos, que têm que se submeter a uma rotina de protocolos e testes, e que agora se apresentam para uma plateia virtual.

    Assista à reportagem


  • Mudança de passo

    Júlia Corrêa, O Estado de S.Paulo/ Brasil
    setembro, 2020

    “Este tempo nos trouxe a sensação muito profunda de que temos de estar conectados com o que há de mais humano em nós – e a arte está nesse lugar”, reflete Inês Bogéa. Vem em boa hora, assim, a estreia, nesta quinta-feira, 10, em formato virtual da temporada 2020 da São Paulo Companhia de Dança, da qual é diretora artística.


    Leia a íntegra em PDF
  • Dança da solidão

    Iara Biderman, Folha de S.Paulo / Brasil
    setembro, 2020

    Dançarinos mascarados aquecem os músculos, dão piruetas ou dançam em grupo mantendo uns dois metros de distância entre um e outro. O baile de máscaras parece uma performance sobre a pandemia, mas é o ensaio dos bailarinos da São Paulo Companhia de Dança, a SPCD. […] As adaptações foram além do papel de emoção e razão na criação.


    Leia a íntegra em PDF
  • O universo da dança dentro de casa

    A Tribuna de Santos / Brasil
    maio, 2020

     Um dos maiores expoentes da cultura no Estado, a São Paulo Companhia de Dança (SPCD) adaptou bem o seu conteúdo para o mundo digital.


    Leia a íntegra em PDF
  • Espetáculos de dança, de Bolshoi a Pina Bausch, em casa

    Adriana Pavlona, O Globo / Brasil
    abril, 2020

    Dona de um repertório dos mais ecléticos, que vai da dança clássica à contemporânea, o grupo lançou a companha #SPCDdigital, através da qual oferece espetáculos completos.


    Leia a íntegra em PDF
  • Temporada de dança

    Carol Salles, Bons Fluídos / Brasil
    março, 2020

    Criada em 2008, a SPCD, sob a direção de Inês Bogéa, [a São Paulo Companhia de Dança] é hoje uma das mais importantes companhias de dança da América Latina.


    Leia a íntegra em PDF
  • As odisséias da coreógrafa de Neuchâtel Joëlle Bouvier

    Catherine Favre, Arc Info / Suíça
    fevereiro, 2020

    Fundada em 2008, a São Paulo Companhia de Dança conseguiu se firmar no cenário internacional em menos de 20 anos. Rica em um sólido repertório clássico misturado à criação contemporânea, a trupe brasileira trabalha exclusivamente com coreógrafos convidados.


    Leia a íntegra em PDF
  • Espetáculo de dança

    Helmut Dworschak, Der Landbote/Alemanha
    fevereiro, 2020

    A São Paulo de Companhia de Dança brilha no Theatre Winterthur com coreografia de Marcia Haydée. […] O resultado é um espetáculo muito animado que não nega seu parentesco com os favoritos da plateia, como O Lago dos Cisnes e A Bela Adormecida. A peça é um banquete generosamente organizado, um jogo instigante de gestos e expressões faciais remanescentes da era do cinema mudo, quadros animados nos quais há sempre algo a descobrir nas bordas.


    Leia a íntegra em PDF
  • Anthea – Sao Paulo Companhia de Dança

    Caroline Boudet-Lefort , Perform Arts / França
    dezembro, 2019

    De excepcional qualidade por sua técnica impecável, onde poder e fragilidade se misturam em energia dinâmica, esta companhia brasileira, criada em 2008, apresentou três peças marcantes, mostrando sua diversidade criativa.


    Leia a íntegra em PDF
  • Respiração onírica em Anthea

    Robert Yvon , Nice Martin / França
    dezembro, 2019

    “O encontro da energia dos bailarinos, às ideias dos coreógrafos e a alegria de todos”, é assim que Inês Bogéa descreve a filosofia da companhia que dirige, a São Paulo Companhia de Dança. Nesta noite, no teatro Anthea, os artistas do Brasil entregarão sua sensibilidade especial; formam uma das companhias mais aclamados dos palcos.
    O contemporâneo e o clássico se encontram sem nunca colidir. Aqui, a poesia, tão querida pela diretora artística, permitiu à trupe oferecer um novo visual ao repertório por 11 anos.


    Leia a íntegra em PDF
  • Eletricidade pura

    Ellen Korelus-Bruder , Die Rheinpalz / Alemanha
    dezembro, 2019

    No fundo de seus corações, muitos coreógrafos se veem como pintores. Mas, em vez de pinceladas, eles limpam movimentos no ar e povoam seu quadro com dançarinos. A noite de três apresentações que a versátil São Paulo Companhia de Dança trouxe para o festival no Ludwigshafen em Pfalzbau pode ser melhor descrita com a ajuda das artes plásticas: uma aquarela delicada, um desenho estrito a tinta e uma instalação com luz natural.


    Leia a íntegra em PDF
  • São Paulo Companhia de Dança

    Ville de Cannes / França
    outubro, 2019

    Apaixonados e enérgicos, os jovens artistas da São Paulo Companhia de Dança combinam técnica clássica internacional, fluidez e sensualidade. Esta jovem Companhia brasileira, dirigida por Inês  Bogéa, ex-dançarina do Grupo Corpo, oferece um programa triplo tão virtuoso quanto criativo. […]
    São Paulo Companhia de Dança é uma companhia jovem e ultra-dinâmica de técnicas impecáveis […] uma maravilhosa companhia brasileira que merece ser descoberta.


    Leia a íntegra em PDF
  • Átomos vibrantes

    Thomas Linden , Kölnische Rundschau / Alemanha
    outubro, 2019

    Embora a conexão entre balé e dança moderna seja propagada repetidamente, raramente funciona. As ambições estéticas, ocultas por trás da respectiva compreensão da dança, são muito diferentes. Com uma reconstrução histórica da obra “Suíte Para Dois Pianos”, que Uwe Scholz projetou em 1987 para a composição de mesmo nome de Sergei Rachmaninov, a São Paulo Companhia de Dança conseguiu contrabalancear a lacuna estilística durante sua performance como convidado na Ópera de Colônia.
    Havia algo para todos os fãs de dança neste programa e todos estavam satisfeitos, como pode-se ver pelos aplausos tempestuosos da palteia.


    Leia a íntegra em PDF
  • Ideia de fim do mundo embala coreografias de nova temporada

    Iara Biderman , Folha de S.Paulo/ Brasil
    outubro, 2019

    No caso de profissionais, como os da SPCD, a criação da coreografia a partir das sensações internas de cada bailarino forma um coletivo poderoso e orgânico, os corpos inspirando e expirando em um uníssono, mas cada um de seu jeito.


    Leia a íntegra em PDF
  • Poesia em Movimento

    Bruna Forte , O Povo / Brasil
    outubro, 2019

    Considerada uma das mais importantes companhias da América Latina pela crítica especializada, a São Paulo Companhia de Dança (SPCD) apresenta-se em Fortaleza […] carregando no corpo artístico a paixão pelo movimento como bússola, mapa para o encontro.


    Leia a íntegra em PDF
X