De-vir

  • Categoria: Coreografias
  • País: Brasil
  • Cidade: Fortaleza
  • Ano: 2002
  • Duração: 40
  • Grupos: Cia. Dita
  • Autores: Fauller
  • Remontagens: 2011, na 8a Bienal Internacional de Dança do Ceará - Elenco: Wilemara Barros, Henrique Castro, Marcelo Hortêncio e Fauller

    2009, em apresentação no Theatro José de Alencar - Elenco: Wilemara Barros, Lairton Freitas, Marcelo Hortêncio e Fauller.

    2007, durante o Move Berlim - Elenco: Wilemara Barros, Stanley Sérgio Gonçalves, Marcelo Hortêncio e Fauller.

    2003 - Wilemara Barros, Reinaldo Afonso e Marcelo Hortêncio (elenco original)

Conteúdo

Fauller é bailarino e coreógrafo formado pelo Colégio de Dança do Ceará. Relaciona seus trabalhos de dança e performance com outras linguagens. Criou em 2003 a Cia. Dita, com quem tem incursionando pelo Brasil, Europa, África e América do Sul.

A Cia. Dita é um “lugar de procura” pesquisa e produção artística. Em dez anos de existência circula por eventos que se relacionam com dança e vídeo, como: Mostra Fora-Do-Eixo (SP), FID – Fórum Internacional de Dança (MG), Cine Ceará, Festival Internacional de Cinema de Brasília, Festival Panorama de Dança (RJ) e Festival Brasil Move Berlim.

Links

Texto sobre De-vir, na Revista de Dança:
http://www.revistadedanca.com.br/em_cena.php?id=43

Apresentação de De-vir na Bienal Internacional de Dança do Ceará:
http://www.bienaldedanca.com/atividades-bienal-2011/cia-dita-ce

Matéria sobre o erótico no trabalho da Cia. Dita:
http://www.interjornal.com.br/noticia.kmf?canal=120&cod=20274367

Remontagem em 2009 de De-vir:
http://theatrojosedealencar.blogspot.com.br/2009/06/sexta-19.html

Mais sobre o espetáculo De-vir:
http://www.oktiva.net/oktiva.net/1209/nota/162189

(por Elisa Parente | Pesquisa SPCD)" 91

Videografia

Cenas de De-vir:
http://www.youtube.com/watch?v=059LDWGndJs

Fragmento de De-vir, em remontagem de 2011:
http://www.youtube.com/watch?v=BeaL0MIvn2g"

Sinopse

Quatro performers em cena pontuando as interferências do corpo com seu ambiente. Corpo entendido como mídia que avança por acelerações, rupturas, diminuições de velocidade, desmembrando, constantemente, nova roupagem. O espetáculo propõe intensificar esses movimentos ondulatórios, engendrando a ideia de um novo design, que pode recompor a disposição e ordem de elementos essenciais que compõem as estruturas físicas de uma pessoa.

De-vir estreou em dezembro de 2002 como espetáculo de conclusão de curso da última turma do extinto Colégio de Dança do Ceará, após ter nascido como performance no Theatro José de Alencar e Theatro Carlos Gomes, no Rio de Janeiro. Estreou em Fortaleza causando grande impacto pela nudez dos bailarinos e sobretudo por sua estrutura “austera” e ao mesmo tempo delicada. O espetáculo ficou meses seguidos com casa esgotada em sua temporada de estreia, circulando ainda pela Europa, África e América do Sul.

O espetáculo foi uma das atrações do festival Move Berlin, na Alemanha, em 2007, diversas cidades brasileiras e outros países da Europa, África e América do Sul.

De-vir cumpriu a circulação nacional do projeto Palco Giratório SESC em 2011, e foi eleito pelo jornal O Povo espetáculo de dança da década no Ceará.

Ficha técnica:
Direção e Coreografia - Fauller
Assistência de direção - Wilemara Barros
Bailarinos - Henrique Castro, Marcelo Hortêncio, Wilemara Barros e Fauller
Música - Ryoji Ikeda
Som - Wilenaina Barros
Iluminação - Fernando Peixoto
Operação de Luz - Fábio Oliveira
X