Dança em Rede

Noêmia Wainer

    Histórico

    Noêmia Wainer iniciou os estudos de dança em 1945, com Yuco Lindberg (1908-1948), na Escola de Bailados do Theatro Municipal do Rio. Estudou também com Vaslav Veltcheck (1896-1967), Tatiana Leskova e Consuelo Rios (1923-2010).

    Em 1948, ingressou no Ballet da Juventude, então sob direção artística de Maryla Gremo (1908-1985). Em 1951, viajou a Paris, onde permaneceu um ano estudando com a mestra russa Ljubov Egorova (1880-1972).

    Voltou ao Brasil e tomou parte no Balé do IV Centenário, em São Paulo, no qual se destacou em papéis nos balés O Guarda-Chuva" e "Deliciae Populi".

    Em 1955, chegou a integrar o Ballet do Museu de Arte de São Paulo como solista. Diante do insucesso do conjunto, embarcou a Israel com a perspectiva de passar apenas seis meses como turista, mas acabou ficando três anos.

    Por lá, estudou com Mia Arhatowa. Com um grupo de alunos da mestra, formou o Ballet 58, com o qual trabalhou por oito meses sem receber remuneração. Em 1958, se tornou primeira-bailarina da recém-criada Ópera de ISrael. Retornou ao Brasil em maio de 1959, onde ocupou o cargo de solista no Corpo de Baile do Theatro Municipal no início dos anos 1960 dançando ao lado de Margot Fonteyn (1919-1991). Em 1961, participou do I Concurso Internacional de Ballet do Rio de Janeiro. "

    Bibliografia

    AMARAL, Glaucia (org.) Fantasia brasileira: o Balé do IV Centenário. São Paulo: SESC, 1998.

    Links

    (por Amanda Queirós | Pesquisa SPCD) 658
    X