Dança em Rede

Cacti

  • Categoria: Coreografias
  • País de origem: Holanda
  • Cidade de origem: Haia
  • Ano de criação: 2010
  • Duração: 27 minutos
  • Grupos de estreia: Nederlands Dans Theater 2
  • Autores: Alexander Ekman

Histórico

Balé da Cidade de São Paulo, Cacti. Foto: Sylvia Masini | Divulgação

  Dezesseis bailarinos e bailarinas no palco, divididos igualmente. Quatro músicos formando um quarteto de cordas. Tablados individuais que servem de instrumento de percussão, depois viram telas e enfim se transformam em uma escultura cubista. Um bailarino e uma bailarina que conversam entre si enquanto dançam, ao som de vozes gravadas, sobre as várias possibilidades de movimento. Uma voz em inglês que permeia a obra, analisando seus possíveis significados. E cactos, vários cactos.  

Links

Site do Nederlands Dans Theater
<https://www.ndt.nl/en/>

Perfis de Alexander Ekman
<https://www.facebook.com/choreographerekman/>
<https://www.instagram.com/ekman/>

Videografia

Trailer, NDT 2
<https://www.youtube.com/watch?v=Q2ZcYVOo1gU>

Trailer, Balé da Cidade de São Paulo
<https://www.youtube.com/watch?v=thD8u4xbs9I>

Trailer, Boston Ballet
<https://www.youtube.com/watch?v=ogdgZwmYnQQ>

Trailer, The National Ballet of Canada
<https://www.youtube.com/watch?v=NYFgP7XLFq4>

Sinopse

Em quase 30 minutos, Alexander Ekman une música e dança – músicos no palco e bailarinos fazendo percussão corporal – para questionar a crítica de arte, especialmente de dança, e a própria arte em si. É necessário entendê-la? Afinal, para que ela serve? Cacti (2010) une humor, inteligência e ironia sem pretensões de entregar uma resposta.

Ficha Técnica

Coreografia: Alexander Ekman
Música: Franz Schubert, Joseph Haydn, Ludwig Van Beethoven
Cenografia: Alexander Ekman e Tom Visser
Figurinos: Alexander Ekman
Desenho de Luz: Tom Visser
Textos: Spenser Theberge

 

SOBRE O CRIADOR DA OBRA

Alexander Ekman nasceu em Estocolmo, Suécia, em 1984. Estudou na Operans Balettelevskola entre 1994 e 2001. Dançou profissionalmente no Royal Swedish Ballet, Nederlands Dans Theater 2 e Cullberg Ballet, onde iniciou sua carreira de coreógrafo. Entre 2011 e 2013, foi coreógrafo associado do Nederlands Dans Theater.

Criou mais de 30 obras e trabalhou para diversas companhias, dentre elas, Royal Swedish Ballet, Cullberg Ballet, Compañia Nacional de Danza, Göteborg Ballet, Iceland Dance Company, Bern Ballet, Cedar Lake Contemporary Dance, Ballet de l’Opéra national du Rhin, Norwegian National Ballet, Boston Ballet, Royal Ballet of Flanders, Sydney Dance Company, The Royal Ballet of Denmark, Vienna State Ballet e Ópera de Paris.

Em torno de 20 companhias ao redor do mundo remontaram Cacti (2010), dentre elas: Atlanta Ballet (Estados Unidos)
Balé da Cidade de São Paulo (Brasil); Boston Ballet (Estados Unidos); Ballett Dortmund (Alemanha); Greek National Opera (Grécia); Houston Ballet (Estados Unidos); Maison de la Danse (França); Pacific Northwest Ballet (Estados Unidos); Royal New Zealand Ballet (Nova Zelândia); Semperoper Dresden (Alemanha); Sydney Dance Company (Austrália); The National Ballet of Canada (Canadá)

 

 

Cássia Pires | Pesquisa SPCD

X