Dança em Rede

Dança por Correio

  • Ano de criação: 2012
  • Duração: 45
  • Grupos de estreia: Grupo Zumb.boys
  • Autores: Márcio Greyk

Histórico

Grupo Zumb.boys em Dança por Correio | Fotos: Adriano Escanhuela | Divulgação

“Dança por Correio” é uma intervenção artística, que carrega a imagem da “entrega” como metáfora em sua criação e seu desenvolvimento.

A dança é o instrumento que aproxima as pessoas e estabelece conexões para construir momentos.  Portanto é necessário pensar a dança não apenas pelas propostas que transformam o corpo ou o jeito de se movimentar, mas a partir do encontro vivido pela experiência construída e o que dela pode ser absorvida e carregada.

Com a intensão de interferir nos fluxos cotidianos, as pessoas são convidadas a escolher uma carta, e a partir de seu conteúdo criasse a entrega, o encontro, a dança, interferindo em seu trajeto diluindo a arte em seu dia.

Disponibilidade no olhar e escuta sensível para as pessoas e o território, é guia para os “carteiros”, que vão para rua com o desejo de entrega e de jogo, permitindo-se saborear tais contextos e entregando–se para pessoas que nunca viram e talvez nunca voltem a encontrar.

 

 

 

Bibliografia

 

Berezin, Josie. "Semanas de Dança: a prática de uma curadoria descolonial." Anais dos Seminários de Pesquisa do PPG Artes da Cena (2019).

Videografia

Espetáculo na Íntegra:  

Entrega Especial

Avenida Paulista

 

Vídeo Teaser: 

Dança por Correio

 

Links

Canal no Youtube

Link

 

Site Grupo Zumb.boys

Acesso

 

Facebook

Link

 

Instagram - @zumb.boys 

 

(Igor Gasparini | Pesquisa SPCD)

Sinopse

Tem o desejo de comunicar-se com os transeuntes, viajantes de sua própria cidade e turistas de uma vida dedicada ao infinito trabalho e busca pelo conforto, utilizando seus corpos para traduzir as sensações de um “ser urbano”. A intenção é interferir nos fluxos cotidianos, na paisagem urbana, fazendo com que as pessoas escolham uma carta, e a partir dessa escolha seja determinado o que será dançado, onde o intérprete-criador traduzirá os sentimentos e sensações que a carta expressou, com o intuito de transformar e interferir no trajeto das pessoas que por ali passam, diluindo a arte no cotidiano.



MINIBIO DO COREÓGRAFO

 

Em sua trajetória trilhou sua formação sobre o campo Artístico e Educacional, por acreditar ser ações transformadoras, por inspirar e conectar pessoas. É diretor e interprete criador do Grupo Zumb.boys. É pedagogo, assistente artístico e Arte Educador no Projeto Núcleo Luz desde de 2007. Atua como preparador corporal e provocador artístico em processos criativos de grupos e artistas independentes de dança e teatro. Idealizador e criador do "método de ensino Zumb.Boys", procedimentos que são compartilhados em cursos e workshops. Formou-se no Método de Reeducação do Movimento Ivaldo Bertazzo, paralelamente participou da Cia Teatro e Dança Ivaldo Bertazzo por 4 anos, logo após atuou na Cia Omstrab por 7 anos. Foi cofundador do grupo de pesquisas ritmos e danças Batakerê. E desde de 2003 se dedica a pesquisas e práticas das Danças Urbanas.

 

X