Dança em Rede

Escola Acadêmica

  • Categoria: Estilos de danças
  • País de origem: Rússia

Histórico

A sistematização histórica de estilos de dança depende de uma análise temporal que leve em consideração a progressão e a passagem de um estilo ao seguinte.
Este verbete trata de um dos doze estilos propostos pela seguinte classificação histórico-analítica, que não dá conta de todas as formas de dança cênica, mas oferece um panorama da formação da dança clássica e de sua modernização:
Dança na Corte – Dança de Corte – Ballet de Corte – Escola Clássica – Escola Romântica – Escola Acadêmica – Escola Neoclássica – Era Diaghilev – Primeira Geração Moderna – Segunda Geração Moderna – Fase de Transição: Moderno/Pós-Moderno – Dança Pós Moderna.



A Rússia iniciou, em 1689, com o czar Pedro, o Grande, um processo de europeização que incluiu a construção de São Petesburgo e a transferência da capital de Moscou para a nova cidade. Dentro desse projeto, o Ballet foi importado da França como uma forma de ensinar a etiqueta de corte, lá existindo diversas escolas mesmo antes de haver teatros. Com o apoio do czar, a dança cresce na Rússia como forma de ensino e treinamento, fazendo parte da educação dos cadetes militares e até dos servos.

Ê a partir de Catarina, a Grande, com o estabelecimento em 1766 de três teatros estatais, que começa a importação em massa de mestres franceses e italianos, que eram levados à Rússia pelas boas ofertas de pagamento. Em 1801, Didelot forma a Escola do Ballet Imperial, com o objetido de formar estrelas russas, pois, além dos mestres, a Rússia continuava importando bailarinos para dançarem nos teatros imperiais.

Marius Petipa chega à Rússia em perfil discreto, como professor adjunto, tornando-se depois primeiro mestre e assumindo as criações de ballets russos. Sua proposta, de usa a característica francesa, mas aproveitando dos abundantes recursos da Rússia para criar mega produções, foi o que fundou e caracterizou a Escola Acadêmica, cujo início pode ser colocado em 1869, quando petipa é nomeado Inspetor da Dança na Escola Imperial, além de ser professor e Maître do Ballet Imperial, com sua obra Dom Quixote.

O apogeu da Escola Acadêmica está nos chamados 17 Anos de Glória de Petipa, nos quais ele produziu alguns dos ballets mais lembrados na história da dança, Bela Adormecida, O Quebra Nozes, e O Lago Dos Cisnes, através do apoio de Ivan Vsevolozhsky, diretor do teatro imperial apontado pelo czar Alexandre III, que convida Tchaikovsky para a realização de A Bela Adormecida.

O desenvolvimento da técnica e a tradição de ensino quase militar da dança, com a influência dos professores italianos e franceses, formou bailarinos virtuosos que se encaixavam nas grandiosas produções, sempre impactantes. A proposta de desenvolvimento de poesias puras do movimento, criava obras feitas para ver, não comover, como as do romântico. O artista acadêmico mostra ao homem uma imagem ideal, perfeita, dele mesmo: o sonho acadêmico é atingir a perfeição da execução, criando, nesse único e breve momento de perfeição, a ilusão da imortalidade.

Em 1899 Vsevolozhsky abandona os teatros imperiais, e Petipa segue com ele. Petipa é forçado à aposentadoria em 1903, por uma onda de novas propostas do ballet russo, que quer buscar as suas origens e novas formas de criação. Em 1910, quando Petipa morre, a Rússia já está trabalhando as propostas de formas de resgate da dança, através da Escola Neoclássica.


Referências

Algumas sugestões de leituras e referências acerca da História da Dança e dos Estilos de Dança:

ANDERSON, Jack. Ballet and Modern Dance: a concise history
ANDERSON, Jack. Dança
AU, Susan. Ballet & modern dance.
BOUCIER, Paul. História da Dança no Ocidente
CAMINADA, Eliana. História da Dança: evolução Cultural
CAVRELL, Holly. Dando Corpo à História. (Doutorado em Artes, Unicamp)
COHEN, Selma Jean. Dance as a Theatre Art
KIRSTEIN, Lincoln. Four Centuries of Ballet
PORTINARI, Maribel. História da Dança
ROCHELLE, Henrique. Estilos de Dança: uma proposta de revisão histórica. (Material de apoio didático desenvolvido durante o Programa de Estágio Docente das disciplinas de História da Dança. Instituto de Artes, Unicamp)
SORELL, Walter. Dance in Its Time



Por Henrique Rochelle | SPCD Pesquisa 14
X