Dança em Rede

Gabriel Lopes

  • Categoria: Profissionais da dança
  • País de origem: Brasil
  • Cidade de origem: Mogi das Cruzes
  • Atividade: Bailarino
  • Data de nascimento: 09/02/1998

Histórico

Gabriel Lopes. Foto: Divulgação
Gabriel Lopes. Foto: Divulgação
Gabriel Lopes como Solor, La Bayadère, Perm Opera Ballet Theatre. Foto: Divulgação
Gabriel Lopes como Solor, La Bayadère, Perm Opera Ballet Theatre. Foto: Divulgação
Gabriel Lopes e Polina Buldakova, O lago dos cisnes, Perm Opera Ballet Theatre. Foto: Divulgação
Gabriel Lopes e Polina Buldakova, O lago dos cisnes, Perm Opera Ballet Theatre. Foto: Divulgação

Biografia

Gabriel Lopes começou a dançar aos 8 anos na Escola de Bailados Marcela Campos, em Mogi das Cruzes, São Paulo, onde ganhou bolsa de estudos. Nesse período, fez cursos nos Estados Unidos e na Rússia.

Em 2014, entrou na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, ingressando diretamente no sexto ano do curso, e se formou na turma de 2016. Em seguida, entrou na Cia Jovem Bolshoi Brasil, onde ficou por dois anos. Em 2018, ingressou no Perm Opera Ballet Theatre como solista, tornou-se primeiro-bailarino e deixou a companhia em 2020.

Recebeu um diploma no XV Russian Open Ballet Competition, Arabesque 2018. Indicado ao The Golden Mask, melhor atuação masculina de 2019, por Solor, de La Bayadère, na montagem do Perm Opera Ballet Theatre.
 

Principais trabalhos

No Perm Opera Ballet Theatre, seus trabalhos principais foram Solor em La Bayadère (1877), de Marius Petipa (1818-1910); Outono e Pas de deux em The Four Seasons (1979), de Jerome Robbins (1918-1998); Ivan Tsarevich em Firebird (2017), François Renard em Cinderela (2016) e Mohammed Reza Shah Pahlavi em Scheherazade (2019), de Alexei Miroshnichenko; Príncipe em O lago dos cisnes (2015), de Alexei Miroshnichenko depois de Marius Petipa (1818-1910) e Lev Ivanov (1834-1901); Príncipe Siegfried em O lago dos cisnes (1895), de Marius Petipa (1818-1910) e Lev Ivanov (1834-1901); Romeu em Romeu e Julieta (1964), de Kenneth MacMillan (1920-1992); Poeta em La Sonnambula (1946), de George Balanchine (1904-1983); Mazurka No.3 e Valsa No.7 em Chopiniana (1908), de Michel Fokine (1888-1942); e Dança Árabe em O Quebra-Nozes (1943), de Vasily Vainonen (1901-1964).

 

Bibliografia

(Cássia Pires | Pesquisa SPCD)

Videografia

Variação, Esmeralda, Arabesque 2018
<https://www.youtube.com/watch?v=Y6R-pXm7xgE>

Variação, Carmem Suite, Arabesque 2018
<https://www.youtube.com/watch?v=5S5__jWHdBk>

Solor, trecho de La Baydère, Perm Opera Ballet Theatre
<https://www.instagram.com/p/B6sN9eqogdj/>

Trailer de Romeu e Julieta, Perm Opera Ballet Theatre
<https://www.youtube.com/watch?v=7k42m5idGwI>

Entrevista, Dance Open Festival 2019
<https://www.youtube.com/watch?v=_zVhXlCZOE4>

X