Dança em Rede

Quik Cia. de Dança

  • Categoria: Companhias Profissionais
  • País de origem: Brasil
  • UF de origem: MG
  • Cidade de origem: Nova Lima
  • Ano de criação: 2000
  • Responsável: Rodrigo Quik e Letícia Carneiro
  • Responsável cargo: Diretor artístico
  • Telefone: (31) 3581-3503
  • Endereco: Rua Vancouver, 344
  • Bairro: Jardim Canadá
  • E-mail: contato@quik.art.br

Histórico

A Quik Cia. de Dança foi fundada no ano 2000 no município de Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), pelos bailarinos Letícia Carneiro e Rodrigo Quik, com vasta experiência profissional em dança contemporânea no Brasil e exterior como integrantes do Grupo Corpo de 1984 a 1996.

Desde 2006, a companhia tem focado suas pesquisas no campo da improvisação estruturada em dança. Para isso, tem investigado novos métodos de composição dentro do que convencionou chamar de dramaturgia da relação, sem esquecer-se de seu papel como formador de público e de educador pela arte.

Durante sua trajetória, construiu um repertório de nove espetáculos sempre valorizando a interface com outras linguagens artísticas. Além disso, também deu prosseguimento a vários projetos com foco social.

O Quik Cidadania, por exemplo, surgiu a partir do diálogo dos bailarinos-fundadores do grupo com representantes das políticas públicas na área da cultura de Nova Lima no ano de 2002. Começou oferecendo aulas de dança para 40 participantes e, em março de 2006, foi ampliado, atendendo hoje 160 alunos (crianças, adolescentes, jovens e adultos) que participam de aulas de diferentes linguagens artísticas como a dança contemporânea, as artes plásticas e a música.

O objetivo principal é favorecer o processo de democratização da fruição e produção da arte, visando agregar valores de cidadania aos moradores da região. O projeto tem apoio da Prefeitura de Nova Lima e patrocínio da Vale, por meio da Lei Rouanet.

Em 2010, o Espaço Cultural Quik - sede da companhia - também foi selecionado pelo Ministério da Cultura para atuar como Ponto de Cultura, construindo ações para ampliar sua atuação em rede com outros equipamentos públicos. Por meio desse convênio o grupo tem desenvolvido atividades como cineclubes e aulas de cultura digital para a comunidade, além de proporcionar o acesso dos moradores do entorno à dança, à fotografia e ao cinema.

A companhia desenvolve ainda o programa Corredor Cultural, em parceria com escolas públicas parcerias, que visa a formação de plateia a partir da sensibilização de estudantes para a dança.

Em seus mais de dez anos de atuação, a Quik participou do Festival Internacional de Dança (FID), em Belo Horizonte, do Panorama Sesi de Dança (SP), da Bienal Sesc de Dança, em Santos (SP), do Festival de Dança de Joinville (SC) e do Festival de Inverno da UFMG, além de ter organizado um evento próprio em Nova Lima, o Festival da Primavera do Jardim Canadá, entre 2009 e 2010.

Entre as premiações recebidas figuram o Prêmio Bonsucesso/Amparc Dança de melhor coreografia por Rua" (2001), o Prêmio Cidade de Vitória do 6º Festival Nacional de Monólogos de melhor coreografia e melhor espetáculo por "De Que São Feitos os Abraços?" (2003), e o 2º Prêmio Usiminas Sinparc Dança de melhor concepção coreográfica e melhor trilha sonora original por "Dos Tornozelos à Alma" (2004), obra concebida a partir da conquista do edital Rumos Dança do Itaú Cultural e posteriormente contemplada com o Prêmio Caravana Funarte do Ministério da Cultura. "

Trabalhos

“de nós dois.só” (2012), de Rodrigo Quik e Leticia Carneiro

“Ressonâncias” (2010), de Letícia Carneiro e Rodrigo Quik

“Mulher, Mulheres” (2009), de Kika Brant, Sandra Santos e Letícia Carneiro

“Clariceanas” (2008), de criação coletiva

“Dissoluções” (2008)

“Formas e Linhas” (2006), de Rodrigo Quik

“Dos Tornozelos a Alma” (2004), de Rodrigo Quik

De Que São Feitos os Abraços?" (2003), de Rodrigo Quik

“Rua” (2001), de Rodrigo Quik"
X