Carmen Amaya

  • Categoria: Profissionais da dança
  • País: Espanha
  • Atividade: Bailarina
  • Atividade: cantora de flamenco
  • Data de nascimento: 01/11/1913
  • Data de falecimento: 19/11/1963

Conteúdo

Carmen Amaya Amaya é considerada por muitos a maior bailarina espanhola de todos os tempos. Começou a dançar profissionalmente com apenas seis anos de idade, em troca de esmola na rua, acompanhada pelo violão de seu pai. Com seu estilo pessoal e revolucionário rapidamente se tornou a mais conhecida das bailarinas flamencas. Algumas vezes cantava e dançava ao mesmo tempo.

Sobre ela o balarino Patrick Shupp declarou: (Carmen) fazia o que sentia vontade, guiada unicamente por seus instintos
no palco sempre tinha novas ideias de forma instantânea, era a personificação da criatividade (...) Nunca esquecerei sua forma de entrar. Descia ao proscenio ondulando ligeiramente os quadris e fazia sons secos estalando os dedos, que marcavam uma espécie de 'ritmo interior'. Imediatamente fazia silêncio, colocava a planta do pé um pouco para frente e começava seu sapateado infernal, trágico. Tudo nela era trágico".

Seu baile às vezes desconcertava até os mais entendidos, pois raramente se prendia à regras ortodoxas, e ainda assim, era aceita sem resistências, como um fenômeno natural. Quando o bailarino flamenco Vicente Escudero a viu dançar pela primeira vez comentou: "Esta garota fará uma revolução no baile flamenco, porque é a síntese de dois grandes estilos fundidos de maneira genial: o da bailarina antiga, da cintura até a cabeça, com um movimento de braços imponderável e esse raro fulgor de seus olhos
e o estilo trepidante do bailarino em seus sapateados prodigiosos".

Em 1935 foi contrada pelo empresario Carcellé para se apresentar no Coliseum de Madrid. Provavelmente, esta foi sua autêntica consagração nacional. No cinema, foi convidade para um pequeno papel no filme La hija de Juan Simón, com Angelillo e depois em María de la O, com Pastora Imperio. Também participou de diversas produções cinematográficas em Hollywood."

Links

http://www.imdb.com/name/nm0024213/

https://www.flamenco-world.com/tienda/autor/carmen-amaya/137/


Por Luiza Libardi | Pesquisa SPCD
161

Videografia

http://youtu.be/Nvd-MALA7tw

http://youtu.be/8jOILTzgjwo

http://youtu.be/FCca6d2ceI0

Trabalhos

Filmes
Los Tarantos, de Francisco Rovira Beleta (1963)
Música en la noche, de Tito Davison (1958)
Dringue, Castrito y la lámpara de Aladino, de Luis Moglia Barth (1954)
Los amores de un torero, de José Díaz Morales (1945)
See My Lawyer, de Edward F. Cline (1945)
Knickerbocker Holiday, de Harry Joe Brown (1944)
Panama Hattie, de Norman Z. McLeod (1942)
María de la O, de Francisco Elías (1939)
Don Viudo de Rodríguez, de Jerónimo Mihura (1936)
La hija de Juan Simón, de Nemesio M. Sobrevila e José Luis Sáenz de Heredia (1935)
X