Dança em Rede

Arquitetura do Movimento

  • Categoria: Companhias Profissionais
  • País de origem: Brasil
  • UF de origem: RJ
  • Cidade de origem: Rio de Janeiro
  • Responsável: Andrea Jabor
  • Responsável cargo: Diretor/Coreógrafo
  • E-mail: info@arquiteturadomovimento.com

Histórico

ARQUITETURA DO MOVIMENTO é o nome da companhia criada e dirigida pela coreógrafa Andrea Jabor, que conta com a colaboração do artista visual Ricky Seabra e do coreógrafo Luiz Mendonça desde sua fundação.

A proposta da companhia é trabalhar com a pesquisa de movimento no corpo, na
imagem e no espaço, através da investigação e fusão das artes em cena, como forma
de descobrir novas linguagens e pensar a cena como uma arquitetura do movimento.

O movimento é fluído e efêmero. A arquitetura pensa e constrói estruturas. A idéia da arquitetura do movimento está justamente em pensar as estruturas que estão por trás do movimento para libertar a qualidade efêmera e poética da dança e do movimento no espaço e compreender mais a fundo os sentidos do movimento.

A companhia que trabalha na construção e produção de espetáculos e projetos artísticos de circulação nacional e internacional, recebeu em 2009 os prêmios de manutenção de companhia da Secretaria Estadual de Cultura do Rio de Janeiro e o prêmio Funarte Klauss Vianna, com a proposta de investigar o samba carioca, patrimônio
cultural do Brasil.

A cia é composta de um elenco de seis bailarinas/interpretes/pesquisadoras, duas
equipes parceiras de produção além da coreógrafa Andrea Jabor e artista visual Ricky Seabra. Com um repertório de mais de 10 espetáculos, a companhia já foi premiada e contemplada pelos Encena Brasil, Premio Klauss Vianna, Myriam Muniz Funarte Petrobrás Circulação, entre outros. Já se apresentou nos principais festivais do país, nos Estados do Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Bahia, Pernambuco e Ceará.
No exterior os espetáculos foram vistos na Venezuela, Portugal, Itália, Bélgica, Inglaterra, França e Holanda. Em 2008 a companhia apresentou Isadora.Orb pelo Brasil através do Palco Giratório e As Cinco Peles do Samba no estado do Rio de Janeiro e em São Paulo.

A partir do projeto As Cinco Peles do Samba (2007), a companhia iniciou uma investigação sobre o samba e o cruzamento de suas matrizes coreográficas, com as propostas da arquitetura do movimento.

Trabalhos

- De Areia e Mar – 1999


- Arq. Móvel – Estamos em Trânsito – 2000


- Sala de Estar – 2002/2003


- Aviões e Arranha-Céus - 2002


- I-eu – 2002


- Desaparecida d
X