Dança em Rede

Balé da Cidade de Santos

  • Categoria: Companhias Profissionais
  • País de origem: Brasil
  • UF de origem: SP
  • Cidade de origem: Santos
  • Ano de criação: 2003
  • Direção artística: Renata Pacheco
  • Telefone: (13) 3226-8000
  • Endereco: Av. Senador Pinheiro Machado, 48
  • Bairro: Vila Matias
  • E-mail: cultura@santos.sp.gov.br

Histórico

A Escola de Bailado Municipal de Santos foi fundada em 1972, por Ruth Lima, e a partir do trabalho realizado na escola, Renata Pacheco criou o Balé da Cidade de Santos em 2003. Ambos são ligados a Secretaria Municipal  de Cultura de Santos (Secult).
 
Tudo começa pelas audições para ingressar na Escola de Bailado Municipal: crianças de 7 a 11 anos, sem experiência em dança, para o primeiro ano; estudantes até 18 anos, com experiência em dança, para até o sétimo ano. O curso tem duração de nove anos e é gratuito.
 
Ao fazerem parte da escola, os estudantes que se destacam são selecionados para fazerem parte dos corpos de baile infantil, juvenil ou jovem, que representam a cidade nos festivais nacionais e internacionais. O estágio avançado é o Balé da Cidade de Santos: composto por alunas e ex-alunas de destaque da escola, é uma companhia profissional e remunerada. O seu objetivo é mais amplo, como a criação e a produção de obras coreográficas para serem apresentadas tanto em Santos quanto em outras cidades. O trabalho específico da companhia acontece às segundas, quartas, sextas-feiras e sábados, das 9 às 14 horas. 
 
Os três corpos de baile e o Balé da Cidade de Santos colecionam diversos prêmios em festivais, tanto no Brasil quanto no exterior, como o primeiro lugar no Youth America Grand Prix 2006.

Videografia

Trechos de "Cabaret" (2018), de Renata Pacheco
 
Espetáculo completo: "Variações" (2019), de Renata Pacheco
 
Espetáculo completo: "Malandragem" (2012), de Renata Pacheco

Verbete editado por:

(Cássia Pires | Pesquisa SPCD – Atualizado em 18 de março de 2021)

Trabalhos

Algumas das obras do repertório da companhia são "Flâneur" (2021), "Mulheres de Areia" (2020), "Variações" (2019), "Balão Azul" (2017), "Cabaret" (2018), "Malandragem" (2012), "Vozes" (2005) e "Le Jardin Enchentée" (2004), de Renata Pacheco.
X