Dança em Rede

Cia. Brasileira de Ballet

  • Categoria: Companhias Profissionais
  • País de origem: Brasil
  • UF de origem: RJ
  • Cidade de origem: Rio de Janeiro
  • Ano de criação: 1967
  • Responsável: Jorge Teixeira
  • Responsável cargo: Diretor
  • Telefone: (21) 2524-6714
  • Endereco: Fundição Progresso- Rua dos Arcos, 24
  • Bairro: Lapa

Histórico

Criada em 1967, a Companhia Brasileira de Ballet surgiu de uma história de amor, quando o empresário industrial Paulo Ferraz montou o grupo para a sua esposa, a bailarina Regina Ferraz.

Formada então, na sua maioria por bailarinos do Theatro Municipal do Rio de janeiro, a companhia estreou no Teatro Novo (antigo Teatro da República, hoje sede da TV Brasil – RJ), mas encerrou tragicamente suas atividades dois anos depois, com a morte de Paulo Ferraz.

Em 2001, através de um pedido feito pelo bailarino Emílio Martins, coordenador da Funarte, à Regina Ferraz, o nome da companhia foi cedido ao professor e diretor artístico Jorge Teixeira, que permanece a frente da Cia.

A Companhia Brasileira de Ballet retomou sua atividades para cultivar esta arte e colaborar na descoberta de novos valores artísticos, com o intuito de promover e inserir talentosos bailarinos no mercado de trabalho nacional e internacional. E também tem o objetivo de resgatar o interesse do público em geral pelo balé clássico.

A Cia. está comemorando doze anos de sua reestreia. Durante esse período, contabilizou seis grandes produções de balé clássico de repertório e diversas outras montagens compostas por trechos de balé de repertório, balé clássico e, ainda, criações neo-clássicas/contemporâneas.

Passando por nove estados do país e mais de 30 cidades brasileiras, a Cia. também brilhou em palcos internacionais, quando se apresentou na Argentina, México, Estados Unidos, Suíça, China e Mônaco.

No ano de 2012, representou o Brasil no “Karmiel Dance Festival” em Israel, seguindo em tournée por sete cidades daquele país, e ainda na Colômbia, onde apresentou sua versão completa do balé “O Quebra Nozes”, para um público de mais de 10 mil pessoas, alcançando grande sucesso de crítica e público.

X