Dança em Rede

Seminário Internacional de Dança de Brasília

  • Categoria: Festivais
  • País de origem: Brasil
  • UF de origem: DF
  • Cidade de origem: Brasília
  • Ano de criação: 1991
  • Direção: Gisèle Loïse Santoro
  • Ocorrência: julho
  • Voltado à: amadores

Histórico

Concebido e coordenado por Gisè le Loïse Santoro, criado e promovido pela Secretaria de Cultura do DF em parceria com Embaixadas e Instituições Culturais nacionais e internacionais e realizado pela Associação Cultural Claudio Santoro, o Seminário Internacional de Dança de Brasília é realizado desde 1991, sempre no mês de julho, no Teatro Nacional Claudio Santoro, em Brasília.

O público-alvo do evento são estudantes de dança em busca de profissionalização. Seu diferencial está em abraçar ao mesmo tempo três eixos distintos de atuação - formação, mostra e concurso - ao longo de suas três semanas de duração.

Durante esse período, alunos de diferentes partes do Brasil e do exterior cumprem uma grade intensiva de aulas práticas e teóricas com um corpo docente formado por brasileiros radicados no exterior e mestres estrangeiros, que também ensaiam os participantes para apresentações e para um concurso internacional, em que eles disputam medalhas de ouro, prata e bronze, além de prêmios em espécie.

Os jovens bailarinos que mais se destacam no período são agraciados com bolsas de estudo, estágios e contratos para instituições de ensino em sua maior parte localizadas na Europa e na América do Norte. De 1991 a 2013 foram distribuídos 406 prêmios desses, que não têm relação com a colocação obtida no concurso, para o qual há premiação específica em dinheiro. Até 2013, foi oferecido mais de R$ 1 milhão a esses vencedores. Ópera de Viena, Ópera de Zurique, Ballet Stuttgart, Ópera de Hamburgo, Ópera de Berlim ,Ópera de Karlsruhe e Ópera de Leipzig são algumas das principais companhias que absorveram talentos revelados durante o evento.

A partir do ano 2000, o Seminário oficializou uma prática que já vinha dos anos anteriores de criar a cada edição uma companhia temporária formada por participantes selecionados por uma banca internacional com o objetivo de proporcionar a eles um pouco de vivência profissional na área, trabalhando com remontagem de clássicos e criações coreográficas originais. Batizado de Dance 2000 Cia. de Dança, o grupo costuma se apresentar na Gala de Encerramento do evento acompanhado de solistas convidados e da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro. Em alguns anos, o conjunto chegou a partir em miniturnês que o levaram a se apresentar em cidades como Belo Horizonte (MG), São Luís (MA) e Curitiba (PR).

Desde sua criação o evento distribui bolsas integrais de participação, além de hospedagem e, eventualmente, alimentação, para crianças e adolescentes carentes ou em situação de risco dentro do projeto atualmente intitulado Dançar para Viver/Viver para Dançar.

Inserido dentro de um projeto maior batizado de Dance Brasil, composto por um conjunto de iniciativas em torno da dança que se desenrolam ao longo do ano no Distrito Federal, o Seminário Internacional de Dança de Brasília eventualmente absorve e apresenta uma forte programação paralela originária deste programa, desenvolvido com o objetivo de envolver toda a cidade. Entre as atividades, destacam-se:

- Circuito da Dança (iniciado em 1998): realização de espetáculos nas cidades-satélites de Brasília em, palcos alternativos da cidade e em outros centros do país

- Brasília Dança! (iniciado em 2002): concurso com júri popular e prêmio em espécie para os vencedores

- Palco livre (iniciado em 2006): apresentações gratuitas e variadas e variadas em palcos colocados a cada ano em pontos diferentes da cidade

- Maratona da Dança (iniciado em 2006): um dia inteiro de performances ininterruptas que contam com a participação do público

- Arte nos trilhos (iniciado em 2006): mini-apresentações nas estações de metrô do Distrito Federal

O dia a dia do Seminário foi registrado no documentário On Point", realizado pelo cineasta americano Theodore Collatos. Lançado em 2008, o filme premiado em primeiro lugar na competição oficial do Festival Internacional de Cinema de Bucareste, na Romênia.

Em 2013, o Seminário abriu um abaixo-assinado on-line para cobrar os parlamentares de Brasília a incluírem o evento no calendário oficial de eventos do Distrito Federal.

Cursos oferecidos:
A lista disponível varia a cada ano de acordo com a demanda dos alunos. Na programação são ofertadas aulas de Dança Clássica, Pas de Deux, Ponta, Repertório (Variação e Pas de Deux), Técnica Masculina, Jazz, Modern Jazz, Street Jazz, Lyrical Jazz, Dança Moderna, Dança Contemporânea, Contato-Improvisação, Unusual Partnering, Dança de Caráter, Dança Flamenca, Dança Espanhola, Escuela Bolera,Técnica de Castanholas, Danças Brasileiras, Capoeira, Dança do Ventre, Sapateado Americano e Irlandês, Dança de Salão, Hip-Hop, Break Dance, Street Dance, Teatro Musical, Burlesque, Interpretação, Metodologia, Composição Coreográfica, Anatomia, Ensaio Supervisionado, Barre à Terre, Pilates,Yoga, Alongamento & Condicionamento Físico.

Corpo Docente:
Além de Gisè le Santoro (mãe) e Gisè le Santoro (filha), a lista de professores do Seminário conta com um farto número de convidados estrangeiros. Hans-Joachim Tappendorff, Vladimir Klos e Birgit Keil (Alemanha), Roumen Rachev (Bulgária), June Schlosser, Karah Abiog e Ronald Brown (EUA), Yelena Pankova, Slava Moukhamedov e Kirill Melnikov (Rússia) Mônica Proença, Evandra Martins e o correpetidor Luiz Blumenschein (Brasil) são alguns nomes recorrentes na grade de aulas do evento.

Videografia:

"Giselle" - Gala de Encerramento do VIII Seminário (1998), com Gisè le Santoro (filha) e Marcelo Misailidis como protagonistas

"Dom Quixote" - Gala de Encerramento do XII Seminário (2002), com Elena Tentchikova e Thiago Soares como protagonistas

"Contrapontos", de Mônica Proença - Gala de Encerramento do XXII Seminário (2012)

Trailer do documentário "On Point""

Links

http://www.dance.art.br

http://www.seminario.dancebrasil.art.br

(por Amanda Queirós | Pesquisa SPCD)
" 55
X