Dança em Rede

Francisco Timbó

  • Categoria: Profissionais da dança
  • País de origem: Brasil
  • UF de origem: CE
  • Cidade de origem: Fortaleza
  • Atividade: Bailarino

Histórico

Francisco Timbó nasceu em Fortaleza, no Ceará. Iniciou seus estudos em dança na escola do Sesi, em sua cidade natal, sob direção de Dennis Gray e Jane Blauht. Aos 15 anos, complementa sua formação cursando a escola Mudra, em Bruxelas, sob direção de Maurice Béjart.

Sua carreira como bailarino inclui trabalhos em companhias como Balé da Cidade de São Paulo, Corpo de Baile Lina Penteado (Campinas-SP), Balé Nacional de Cuba, Ballet Theatre L’Ensemble (Itália) e Theatro Municipal do Rio de Janeiro, onde é bailarino principal.

De seu repertório como bailarino principal no Municipal do Rio, destaca-se em atuações como: Giselle, Dom Quixote, O Lago dos Cisnes, A Bela Adormecida, Coppélia, O Quebra Nozes, Raymonda, La Fille Mal Gardée, Paquita, La Bayadè re, La Sylphide, Les Sylphides, Les Préssages, A Megera Domada e Eugene Onegin (John Cranko), Romeu e Julieta (Vasiliev), Suíte em Blanc (Serge Lifar), Divertimento nº 15 e Serenade (George Balanchine), Les Noces (Nijinska), Tempo de Tango (Luís Arrieta), Le Jeune Homme, A Criação e 7ª Symphonia (Uwe Sholtz) e Floresta Amazônica (Dalal Achcar), entre outros balés neoclássicos e contemporâneos.

Trabalhou com os seguintes profissionais: Jean-Yves Lourmeau, Peter Wright, Henrique Martinez, Pierre Lacotte, Tatiana Leskova, Eugenia Feodorova, Joroslav Slavick, Natália Makarova, Elisabeth Platel, Vasiliev,Boris Storojkov,Marcia Haydée, Richard Cragun, entre outros.
Recebeu do Ministério da Cultura, o Prêmio MINC – 1º Mambembe de Dança: Melhor Bailarino Nacional. Participou do Encontro Contemporâneo de Dança em Nova Iorque, com coreografia de Regina Miranda. Foi o homenageado do 17º Festival Internacional de Dança da Amazônia (Fida) 2010.

Trabalhos

Como bailarino principal do Theatro Municipal do Rio de Janeiro dançou os balés Giselle, Dom Quixote, O Lago dos Cisnes, A Bela Adormecida, Coppélia, O Quebra Nozes, Raymonda, La Fille Mal Gardée, Paquita, La Bayadè re, La Sylphide, Les Sylphides, Les Préssages, A Megera Domada e Eugene Onegin (John Cranko), Romeu e Julieta (Vasiliev), Suíte em Blanc (Serge Lifar), Divertimento nº 15 e Serenade (George Balanchine), Les Noces (Nijinska), Tempo de Tango (Luís Arrieta), Le Jeune Homme, A Criação e 7ª Symphonia (Uwe Sholtz) e Floresta Amazônica (Dalal Achcar), entre outros.
X